Mensagens

Caetano Veloso

Imagem
[foto de Ricardo Jorge Fidalgo, emprestada do Flickr] No Coliseu, no concerto do Caetano Veloso, à minha frente, uma família, digamos que tradicional.
Pai e Mãe na casa dos 60 anos. O filho e a respetivas mulher, um casal aí pelos 30 anos.
Abanaram o capacete, cantaram, mas nem se tocaram.
Ele esteve a escrever um longo sms, mas que nunca vi ser enviado.
Ela com um Iphone a entrar e a sair do Facebook e noutras webs quaisquer, a respoder a muitas solicitações.

Já lá vai o tempo em que os jovens casais aproveitavam para namorar nos concertos à média luz.

E se o Mundo fosse diferente....

Participei recentemente num grupo de trabalho, com vista à preparação de um discussão sobre: E se o Mundo fosse diferente...., para o movimentoMetanoia, em Lisboa.
Em baixo está disponível um vídeo que elaborei com fotografias minhas a partir da discussão que o grupo de preparação fez sobre este tema.



A Islândia, os aviões e as férias

Um vulcão na Islândia causa mais perdas económicas que o 11 de Setembro.
Os aviões não descolam.
Os nosso PR e os políticos e empresários que o acompanham, habituados a andarem de executiva nos aviões, com muitas mordomias e a sensação de estatuto especial de corrida, vêm-se gregos para chegar a Portugal de carro e autocarro, como os demais mortais, e sem classe executiva (e sem milhas para acumular).
Porque é que não ficaram uma semana de férias na Republica Checa? Faziam assim tanta falta cá? Não sabem usar um computador com rede?
De vez enquando é preciso uma pequena/grande contrariedade para se ver como muita da nossa tecnologia é impotente para a força da Natureza. E desde o último Outono, muitos têm sido os exemplos disso.

Exposição de borla

Imagem
Quando aparece algo de borla é de aproveitar e se for bom, melhor. Em Sintra, no Museu de Arte Moderna, a exposição do World Press Cartoon 2010. Depois, uma ida aos travesseiros na Periquita e temos uma tarde em grande!

A tragédia na Madeira

Se a tragédia do passado sábado na Madeira tivesse acontecido no Algarve, será que Cavaco Silva demorava 4 dias até lá ir apoiar a população ?

A falta de Luz

Como dizia o sr. Maximiano (*),
“isto da falta de luz dá um bocadinho de tristeza. Deixa a gente aborrecida, sem nada que fazer. Até a alegria se abalou”.
É por tudo isto, que trabalhar na EDP é um constante desafio, qualquer que seja a intempérie que nos apareça.
(*) Expresso, 31.Dez.09, pág 14