Marte

Com as arrumações que me têm absorvido todo o tempo disponível, nem tenho conseguido acompanhar as andanças dos robôts em Marte.
Lembro-me bem do que vivi no início do Verão de 1969, durante a madrugada a ver a preto e branco a chegada do Homem à Lua.
Creio que na altura isso foi encarado como uma fase nova da vida do Homem, que assim conseguia ultrapassar muitos dos obstáculos que se encontravam então nesta Terra, e talvez, quem sabe, seria a descoberta de uma nova forma de vida.
Passaram trinta e cinco anos. Dos problemas então existentes, alguns resolveram-se, outros agravaram-se, e inventaram-se outros.
Está visto que não é a descoberta do espaço que melhora a nossa vida. Mas sempre podemos ter esperança, de que do outro lado nos apareça um marciano, que nos ensine uma outra forma de vida. Talvez melhor que a nossa.
Sinceramente espero isso.
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]