Subsídiodependência

Num recém entrado nesta aventura dos blogs, o Fayal fui encontrar uma referência aos subsídios e da sua dependência, que se vive na sociedade açoriana, e que muito perturba o seu normal funcionamento.

Não é nada de admirar nesta sociedade globalmente dependente.
Tive em tempos a seguinte experiência, que me alertou para este assunto.
Tenho um terreno, com cerca de 1 hectare onde já estão plantados e muito crescidos cerca de 250 pinheiros. Mas como havia uma parcela deste terreno, cerca de um terço, que não tinha qualquer árvore, contactei alguns amigos desta área do saber, que me indicaram os serviços do Ministério da Agricultura onde deveria tentar informar-me sobre quais as espécies mais indicadas para plantar naquela região.
E qual não foi o meu espanto, que em cada um dos contactos estabelecidos, quer ao nível nacional e depois local, a resposta ao meu pedido começava sempre com esta lamentação:
- foi pena não ter ligado mais há mais tempo, porque acabou recentemente o prazo para a entrega das candidaturas ao subsídio para a plantação de árvores...
Mas eu apenas queria obter uma informação técnica para plantar uma dúzia de árvores....

Tal alertam estes amigos açoreanos é sintomática esta atitude, de subsídiodependência, que impede o desenvolvimento da iniciativa e da criatividade humana, empurrando tudo e todos para a mão estendida.
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]