Viagens para o Iraque

Está na moda. Depois da ida de G. Bush para comer o perú de plástico, e mostrar-se aos seus homens e à opinião pública americana, toda a gente, que é poder, vai ao Iraque visitar (muito rapidamente), os bravos soldados que aí se batem pela sobrevivência.
Faz lembrar as tréguas que eram negociadas durante o Natal, nas antigas grandes guerras. Então os inimigos faziam patuscadas, trocavam prendas durante esse período, e uns dias depois voltavam a tentar matar-se.
Mas as guerras actuais já não se compadecem com estas subtilezas.
Agora é tudo a despachar, porque podemos ter que ir fazer a guerra para outro lado.
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]

A saga parte II