A língua de um treinador

Dos jornais:
O Belenenses mudou de treinador.
O Manuel José arranjou um novo contrato das arábias e foi ganhar dinheiro, deixando a equipa de Belém.
Mas nisto do futebol há sempre alternativas. Há aí pelo mundo, sempre algum treinador disponível, normalmente despedido de outro clube, disposto a prosseguir carreira num outro país.
Foi o que aconteceu agora.
Desta vez, e para desenjoar dos brasileiros, que costumam parar pelo Belenenses, veio um sérvio, de seu nome Vladislav Bogievic.
Até aqui nada de especial, que não aconteça em muitos campeonatos.
Mas o mais interessante veio a seguir. Quando os dirigentes do Belenenses o apresentaram, além de salientarem as suas qualidades como treinador, disseram que o facto de ele falar castelhano, foi um factor decisivo para a sua contratação.
Estamos cada vez mais ibéricos e menos portugueses.
O castelhano é a língua mais falada na Península Ibérica, a bem dizer entendida por todos os povos que aqui habitam (bascos, galegos, catalães, portugueses, asturianos, aragoneses, leoneses, madrilenos,...).
Portanto será cada vez mais natural que esta condição de falar castelhano passe a ser a nossa norma para a contratação laboral.
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]