A Recuperação [8]

E depois desta operação ao coração, foi cerca de um mês e meio para recuperar. Primeiro em Odivelas e depois em Santa Cruz, onde o mar, o Sol e o pouco calor, ajudaram muito nesta recuperação.
Muitos medicamentos para tomar, e o regresso aos poucos à actividade fisíca.
Uma das coisas a controlar, é a velocidade de coagulação do sangue. Para isso, preciso de fazer regularmente uma recolha de sangue, para medir o Tempo de Protrombina (TP). Existe um método de determinação internacional, designado por INR (Rácio Internacional Normalizado), que é o TP corrigido a padrões mundiais.

O valor do INR é a informação chave, para se poder escolher a dose mais correcta do medicamento anticoagulante oral, Varfine, que terei de tomar até ao fim da vida. Existe um intervalo no qual os valores de INR terão de se manter para que a terapêutica tenha sucesso.
O Varfine, nome comercial, tem como ingrediente activo a Varfarina sódica, um anticoagulante oral, que impede a acção da vitamina K, substância indispensável para a síntese hepática de vários factores de coagulação. Deste modo, diminui-se a actividade biológica da protrombina, com atraso da formação da trombina e diminuição da coagulação sanguínea.

No final da análise, recebo por e-mail o plano de toma do Varfine para o próximo período.

Comentários

Anónimo disse…
Tem cuidado não vá alguém "escutar" o teu mail e divulgar o plano de toma do Varfine.

Já estás em condições de "descer" até Azeitão?

Continuação das melhoras.

abraço
João Fontes
guida disse…
Deve ser do lugar...as recuperações em Sta Cruz são muito boas...
é pena não vermos a tua carinha...
bjns e melhoras
margarida

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]

A saga parte II