Praça da Alegria

A RTP 1, ao publicitar um aniversário deste programa, não escondeu o protagonista dos primeiros anos, Manuel Luís Goucha, agora a trabalhar na concorrência.
Sempre é um contraponto à moda actual de reescrever a história, como vimos recentemente a propósito do filme sobre o CDS, onde a actual direcção, apesar de ser herdeira de um partido, resolveu apagar as figuras incómodas de Freitas do Amaral e de Lucas Pires.
Quando se quer renunciar à herança o melhor seria fundar um partido novo. Outros nomes, outras figuras.
Mas não foi assim que o entenderam os responsáveis actuais do CDS. Depois não se admirem das comparações com a manipulação da história que se faziam na antiga URSS.
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]