Ainda sobre Fátima

Recebi de um amigo este comentário sobre o novo Município de Fátima:

Fátima, na época das aparições, era no "cu de Judas". Mesmo assim deu no que deu (e há 50, 60 anos, dia 13 em Fátima era dia de carrinhos de feira e carrossel!!! ). A qualidade urbanística é do piorio. Aliás, as instituições religiosas durante grande parte do sec. XX foram responsáveis por grandes pirosices arquitectónicas, e isso nota-se nos edifícios das congregações religiosas e na própria qualidade (má) da arquitectura da Basílica.
Também os acessos são mausitos (eram, porque a auto-estrada Lisboa-Porto foi obrigada a passar lá à porta, dando cabo de ecossistemas na Serra de Aire). A este respeito, porque nunca se fez um ramal de comboio para lá (a estação dita de Fátima fica num sítio impossível) ? Era de certeza rentável e teria limitado a pressão rodoviária. E a construção para habitação? Há blocos de apartamentos que até há 3-4 anos tinham os esgotos a drenar directamente para algares!! Para não falar no planeamento e na qualidade da arquitectura. A Igreja não pode ser neutra nisto!

Augusto Carreira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]