FÁTIMA

Hoje no Público o António Marujo, bate forte e feio na falta de qualidade ambiental de Fátima a propósito da prevista criação aí de um novo Município.
É de reforçar esta ideia, e o apoio a esta nova etapa, tendo em conta que Fátima converteu-se numa Albufeira da religião, um espaço que podíamos dizer ser incaracterístico, mas facto é bem característico da mediocridade que rodeia as opções urbanísticas de muitas zonas de Portugal, onde o facto de haver muito turismo acaba por ser contraproducente. Aqueles que nos visitam mereciam melhor tratamento. Daí que é de apoiar esta iniciativa do Parlamento, de modo a dignificar aquele espaço e a proporcionar no futuro um sítio mais agradável e amigável para os seus visitantes. Haverá uma beleza que nos salve?
ajp

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]

A saga parte II