Entretenimento [13]

O entretenimento aqui também tem as suas rotinas. Quando por volta das 7 h sou acordado para começar as doses de antibiótico, aproveito para me por a par das notícias, através da rádio. Alterno entre a TSF, Antena 1 e Rádio Clube.
Tal como dizia um bispo americano que todas as manhãs consultava a CNN, para saber por quem devia rezar, eu fico a saber as desgraças que se passaram neste nosso mundo. Também fico preocupado com os inúmeros problemas no IC19 e na VCI.
É certo que agora com a aproximação das eleições europeias, o que se ouve mais é a publicidade à Maizena, ao Photoshop e ao Bloco Central, e o ping-pong verbal, diário, entre alguns candidatos a protagonistas. Sabe-se pouco daquilo que se propõem fazer, mas isso agora não interessa nada.
Após as lavagens e a inspecção médica, chega o jornal e então dedico-me a saber mais em pormenor o que se passa por aí.
Passada a leitura, ligo o PC portátil e começa o meu horário de expediente com a EDP, aproveitando também para ver dos jornais na net.
Antes do almoço liga-se a TV para então acompanharmos, com imagens as desgraças mundiais. É interessante verificar que cada vez mais o que interessa é ter algumas imagens chocantes, e se cair um autocarro na China, mesmo sem mortos, mas com imagens espectaculares, isso passará à frente de qualquer boa notícia das muitas iniciativas que pessoas e organizações vão tendo para combater esta crise.
É a informação espectáculo.

Depois do almoço retomo o expediente com a EDP.
Das 15 h às 20 h vou tendo visitas. Já muita gente passou por cá ou telefonou, o que muito agradeço. Isso permite-me reconhecer a outra face da vida que é a da amizade com muitas das pessoas com quem me fui cruzando na vida e que sendo meus amigos, fazem o favor de cá vir ou telefonar. É certo que também têm de ouvir a história da minha doença, mas também serve para trocarmos experiências, que isto nesta idade, a nossa doença maior - a PDI - é o centro de todas as nossas atenções.
Todos os dias tenho a visita da Anita, para tratarmos dos nossos expedientes caseiros e para alimentar da esperança de que tudo vai correr bem. Os filhos, Tiago e Margarida, vêm também trazer-me as suas novidades e assim mantemos a família unida. O único problema é que eles amanhã vão comer coelho com ervilhas na casa da avó e eu terei por aqui um peixinho de dieta.

Depois do jantar, alguma atenção de novo para a TV e é o tempo para a leitura, para ver um DVD no portátil e escrever estas parvoíces para o blog. Nos intervalos entre as actividades, aproveito para caminhar no corredor central que tem 50 metros, para não perder o treino para as próximas caminhadas do Sempre a Descer.

E já nem sobra tempo para mais nada.

Comentários

a.sáxeo disse…
Com que então coelhinho com ervilhas? E para a sobremesa?
Um abraço
maria disse…
tenho lido o que escreves no blog é bom ver-te assim animado podes ter a certeza que isso ajuda e muito a cura
beijinho
Luis disse…
"E já nem sobra tempo para mais nada. "

Como te vou lendo por aqui e vou constatando o teu tempo de descanço forçado, optei por não contribuir para a tua falta de tempo.
(a isto chama-se "sacanagem" - não me digno a dizer nada e ainda por cima... gozo)
(ele há cada um...)
Agora a sério: Dá para ver que continuas com a tua boa disposição e isso permite-me pedir-te para voltares depressa e bem
Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]

A saga parte II