Mais incentivos [28]

Outras mensagens recebidas por e-mail ou SMS:

[Viena, Áustria]
"Manda a bactéria pro caraças e põe-te porreiro pá".

[Lobito, Angola]
"Então pá, andas a imitar-me ?"

[Arroios, Lisboa]
"Tenho uma surpresa para ti mas não te posso dizer! até já."

[Beja]
"Com válvulas novas, ficas como um homem novo"

[Alvalade, Lisboa]
"Espero que pelo menos o programa de massagens seja ao teu gosto. Vai contando os detalhes … os que se puderes contar!!!"

[Paris, Lisboa]
"De facto parece-me muito perigoso tirar dentes ao coração e é natural que dê infecção. É quase tão bom como pôr um pace maker na boca para se mastigar com mais ritmo."
“O senhor teve foi azar na época em que foi internado. Se tivesse sido pelo Natal talvez até tivesse palhaços ao vivo e não só na televisão como descreveu”.
"E penteie-se. Um coração penteado tem um sopro muito mais bonito."
"Espero que vá pramelhor, até um dia destes e cumprimentos à sua senhora que lhe dá o xarope."

[Cabinda, Angola]
"Na verdade espero que te livres disso o mais depressa possivel. Por aqui a internet está um caos mas não sei porquê agora consegui captar para fazer este mail e não vou abusar da sorte."

[Infantado, Loures]
"Um grande beijinho, continuação de boa disposição, as melhoras e cuidado com as enfermeiras, algumas são atrevidas..."

[Marquês de Pombal, Lisboa]
"Pelo que li a agenda aí no hotel está bastante preenchida. Também reparei que das 4 garrafas três já foram despachadas (as mais apelativas)."

[Odivelas]
"Ter essa actividade toda e poder andar de pijama não é para todos."

[Montemor, Loures]
"Exige também um pedido de desculpas à Santa Casa, por não fazerem o Euromilhões mais fácil!"

[Jerusalém, Palestina/Israel]
"E tu, quase pronto para ir fazer a troca da válvula? Isso deve ser como trocar um tubo de escape não? Ou talvez mais como as válvulas da bateria?"

Comentários

Carla disse…
Mais um incentivo, tomando como ponto de partida palavras de HERMAN HESSE, Prémio Nobel da Literatura em 1946, in Elogio da Velhice:

"O que seria de nós, os velhos, se não tivéssemos esse livro ilustrado que é a memória, toda essa riqueza de experiências vividas! Seria uma situação lamentável, seríamos uns miseráveis. Deste modo, porém, somos imensamente ricos e não nos limitamos a arrastar uma carcaça cansada, de encontro ao fim e ao esquecimento; somos guardiães de um tesouro que viverá e resplandecerá enquanto nós próprios respirarmos."

Guardião da vida, com um coração novo e a alma renovada, contrarias a idade e a doença e vai-nos dando a nós (os que não temos farda e lavamos a loiça todos os dias) razões de esperança.

Obrigada, Tozé, e parabéns por teres tantos amigos.

Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]