Urgências [31]

Desta vez, e já a partir de casa, aqui vai uma pequena reflexão que as notícias de hoje me sugeriram.
Quando eu comecei a ter febre, há uns meses atrás, apareceu como grande preocupação a questão da eleição pelo Parlamento de um novo Provedor de Justiça, para substituir o, já farto de esperar, Nascimento Rodrigues.
Depois de umas semanas de discussão sobre quem tinha a culpa, e devido à urgência na resolução do assunto, lá se marcaram para hoje, talvez uns dois ou três meses depois a respectiva eleição, após a apresentação de 4 candidaturas, porque os partidos não se entenderam sobre as culpas, e portanto cada um apresentou o seu.
E hoje votaram, e claro cada um votou no seu candidato e portanto não ficou ninguém eleito. Mas como é urgente resolver o assunto, em vez de fazerem nova eleição entre os dois mais votados, meia hora depois, marcaram-se novas eleições para daqui a uma semana.

Imagino o que teria sido da minha vida, se no momento em que os médicos verificaram que era urgente resolverem a minha Endocardite, se pusessem com discussões sobre de quem seria a culpa e apresentassem vários hipóteses de solução, a esta hora já eu estaria numa quinta das tabuletas.
Como sugestão de melhoria para o próximo Parlamento, seria bom que cada deputado fizesse um estágio numa qualquer urgência hospitalar, só para se treinarem para tomar decisões urgentes.

Comentários

guida disse…
E que tal darem-lhe tratamento identico ao teu? Agora já estava em casa, "no conforto do lar"!!!!!!!

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]