O Hospital Pulido Valente e a Crise [19]

Junto aos hospitais costuma estar um sinal de trânsito alertando para a proibição de buzinar nas suas proximidades. E isso é importante para o sossego dos doentes, já lhes bastando o barulho do movimento do tráfego rodoviário e aéreo durante todo o dia.No entanto, talvez para dinamizar a economia nestes tempos de crise, com mais investimento público, o Hospital Pulido Valente está a fazer obras no andar por debaixo daquele em que estou instalado, e é um barulho ensurdecedor durante todo o dia, com o partir de paredes e demais obras da grande remodelação que está a ser feita.

Claro que só pode ser para benefício dos doentes e do funcionamento do Hospital.
Assim o sinal que deveria estar à entrada do edifício onde estou a morar actualmente deveria ser este.

Comentários

a.sáxeo disse…
Como é possível tal atentado?!!!
Os gestores "manda-barulhos" dessa instituição, cuja missão supostamente seria melhorar as condições de saúde e de bem estar dos seus utentes, serão todos deficientes auditivos e/ou mentais? E como eles os demais profissionais da saúde e os responsáveis pela execução da obra?
Para além dos fragilizados utentes ainda ninguém mais se deu conta do absurdo e das suas consequências?!
Ninguém mais se manifestou ou agiu?
Que medidas foram pensadas e adoptadas para minimizar a situação? Que técnicas des/construtivas, que insonorizações, que limitações horárias, que mudanças temporárias de instalações?
Que, ao menos, tampões auditivos adequados ao tipo de ruídos em causa?
Porque o que relatas é um inadmissível caso de tortura por negligência, ocorre-me duvidar se estarás mesmo num hospital ou se estarás padecendo da cabeça em lugar do coração?
Porque isso, meu caro, é de doidos!
E mais paciência, não!!!
Porque por muito que a tua civilidade se esforce, isso nunca terá graça.
Um grande abraço

Mensagens populares deste blogue

Os nomes das doenças [21]

A saga parte II